ESTUDANTES DEVEM 46 MILHÕES DE EUROS À BANCA

2010-02-04
Cândida Ribeiro

O dinheiro pedido pelos alunos do Ensino Superior português à banca dava para fazer duas edições do Rock in Rio Lisboa. No final de Dezembro de 2009, 11.108 estudantes tinham recorrido à linha de crédito com garantia mútua.

No espaço de dois anos, o número de alunos que contraiu um empréstimo cresceu mais de 600%. Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), entre Dezembro de 2007 (data de criação da linha de crédito) e Dezembro de 2009, o número de empréstimos passou de 1.524 para 11.108.

De acordo com a informação validada pelas oito instituições bancárias que aderiram ao programa, “em 31 de Dezembro de 2009, o valor do crédito já efectivamente utilizado era de 45,8 milhões de euros” – num total de 128 milhões de euros – “correspondendo a um valor médio por contrato de, aproximadamente, 11.500 euros.

A maioria dos empréstimos – 8.989 – não excede os 15 mil euros (para um período de 3 anos) e é requisitada por estudantes de licenciatura. Os alunos de Enfermagem são os que mais recorrem ao crédito (590 pedidos), logo seguidos pelos de Direito e Arquitectura. Medicina está no sexto lugar do ranking com 220 empréstimos. Os que menos recorrem à banca são os alunos de Biologia (64).

Quase dois terços dos apoios contratados estão a ser dirigidos a alunos inscritos em estabelecimentos de Ensino Superior públicos, com um maior peso das universidades por oposição aos politécnicos. A distribuição geográfica dos pedidos de empréstimo deverá estar directamente relacionada com a distribuição da população, aponta o relatório. Com efeito, Lisboa e Porto registaram mais de 2.200 contratos, Portalegre e Bragança pouco mais de cem.

A Comissão de Acompanhamento da evolução da Linha de Crédito para Estudantes do Ensino Superior com Garantia Mútua diz-se “satisfeita pelo facto de o endividamento se situar numa faixa monetária relativamente baixa”. Segundo a comissão “os números dos pedidos de empréstimo” “reflectem uma adesão continuada de estudantes”, “estando em sintonia com as previsões de actividade sempre assumidas”.

“Empréstimos não estão vinculados às origens sociais dos estudantes”

“Apenas cerca de 30% dos estudantes com empréstimos são bolseiros da Acção Social do Ensino Superior”, destaca o relatório disponibilizado no sítio da Direcção-Geral de Ensino Superior.

Juntamente com o Centro de Investigação e Estudos Sociais (CIES-ISCTE), a Comissão de Acompanhamento solicitou um estudo assente num inquérito social. Dos 6.600 inquiridos responderam apenas mil.

A análise às origens sociais dos discentes que recorrem ao crédito remete para um duplo padrão: o empréstimo pode constituir, para as famílias de classe média baixa, um instrumento de apoio financeiro a aspirações de mobilidade social; o elevado número de estudantes provenientes de famílias de técnicos e quadros médios e superiores permite também perceber que o empréstimo pode ser uma forma de garantir a autonomia pessoal do estudante.

O estudo conclui que “o recurso ao empréstimo não está vinculado às origens sociais dos estudantes que a ele recorrem”. O empréstimo funciona, diz a comissão, como complemento a outros rendimentos, que garantam autonomia e o estilo de vida dos estudantes.

A linha de crédito já atravessou três anos lectivos e caracteriza-se pela possibilidade de o aluno obter um crédito de modo praticamente automático, independentemente da obtenção por parte da entidade financiadora de garantias pessoais dos pais ou outros familiares. Por outro lado, a taxa de juro a suportar pelo empréstimo é baixa, comparativamente a produtos financeiros semelhantes.

Até ao final do ano lectivo, o número de estudantes aderentes deverá chegar aos 11.500. O Sistema Português de Garantia Mútua (SPGM) recebeu informação de que, até à terceira semana de Janeiro, apenas 5% dos pedidos terão sido recusados.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: