Catorze mil euros “que dão para pagar casa e alimentação”

09 Fevereiro 2010

Catorze mil euros. É esta a quantia que Catarina Príncipe vai ter de começar a pagar um ano depois de terminar o curso. Mais juros. O dinheiro não foi para comprar um carro ou pagar uma viagem, mas para a sustentar durante os anos de faculdade.

A portuense veio para a capital há dois anos, por causa do curso de Artes e Culturas Comparadas na Faculdade de Letras. E cedo percebeu que o salário da mãe, professora, não dava direito a bolsa, mas também não dava pa- ra “sustentar duas casas”. Por isso, resolveu pedir um empréstimo.

“Recebo cerca de 300 euros por mês, o suficiente para pagar casa e alimentação. A minha mãe paga as propinas. Quando acabar o curso tenho um ano de carência e depois tenho de começar a pagar”, explica a jovem de 23 anos. Uma perspectiva que, a um ano de acabar os estudos, a preocupa: “Assusta-me a ideia de não ter emprego e ter de pagar o curso. Espero contar com o apoio da família, mas sei que se não arranjar nada na minha área, que é complicada, vou ter de fazer outra coisa.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: