Sugestões da sessão em Lamego

Acima de tudo não devemos viver na ignorância. Reflectir, questionar e absorver todas as informações e comportamentos humanos ajuda-nos a perceber o que fazer perante as situações.
Lutar sim, mas não refilar e mandar os “típicos” palpites para o ar porque, sem garras e luta, nada podemos mudar!! Hasta la vitória siempre!!!
Filipe P.

Lembrar a Constituição dos Direitos Humanos que promove o Direito de Igualdade, o Direito ao Ensino.
É também necessária uma maior transparência sobre as condições de atribuição de bolsas, bem como uma fiscalização sobre a atribuição das mesmas; fiscalização como as que o governo faz ás empresas particulares, às empresas que pertencem a minorias e onde o governo conseguiu rever milhões de euros que foram desviados ao governo português.
Talvez estas não sejam as ideias que irão alterar de facto alguma coisa mas é certamente um “aviso” de que estamos em alerta e que, apesar de não ter sido feito nada até agora, é sempre tempo de mudar!
Daniela M.

A ideia principal é a proximidade. Quando a proximidade entre alunos, docentes e funcionários é maior, existe um clima que permite compreensão.
Acredito também que os processos burocráticos deveriam ser reduzidos de modo a que todos os processos de secretarias sejam mais céleres.
António S.

Para melhorar o sucesso dos alunos que frequentam o Ensino Superior é necessário criar condições para isso. É impossível ter sucesso quando, na vida pessoal de cada um existem problemas. E esses problemas existem.
Temos de reduzir as burocracias porque só se perde tempo e não se resolve nada.
É necessário aumentar as bolsas e o dinheiro atribuído para o Ensino Superior porque, só assim, se passará alunos capazes de desempenhar o seu papel profissional.
Vamos lutar, vamos mostrar o que deve ser feito – tudo começa em nós!
BE – uma grande solução
Joel P.

– Aumentar os rendimentos dos trabalhadores.
– Ensino Superior Gratuito
– Aumento do valor das bolsas
– Menos burocracias no preenchimento das bolsas e maior verificabilidade dos mesmos.
Maria João C.

Deve haver união, interesse e preserverança. Devemos batalhar e não nos desencorajarmos logo no primeiro obstáculo. Devemos explorar todas as possibilidades que nos são propostas, pois também não sou da opinião de que tudo é mau. Efim, uma série de coisas em que devemos acreditar e nos agarrar.
Susana L

– Estipular prazos para os deferimentos/indeferimentos para as bolsas.
– Criação de um fundo para auxílio para estudantes que ainda não conheceram o resultado das candidaturas às bolsas.
– Criação de instiutições para alojamento (grátis) para alunos mais carenciados.
– As instituições disponibilizarem senhas para almoço e/ou jantar aos estudantes mais carenciados.
Nízia T.

Penso que deve haver uma maior compreensão de ambas as partes. Não desistir só porque nos surge um problema. Temos que arranjar outras soluções.
Cátia A.

– As propinas terem valores mais baixos.
– Mais apoio da associação de estudantes.
Elisabeth S.

Baixar o valor das propinas tendo em conta as condições de cada universidade, uma vez que alguns pólos pagam o mesmo valor que os plitécnicos.
Catarina S.

A nível legislativo penso que deverá ser mudado a existência de uma prestação pecuniária (propina) para que o aluno possa ter formação mo ensino superior, pelo menos os que revelam mérito no secundário. Já que a universidade não dá para todos, deverá ser acessível a quem tem esse mérito.
Outra situação a alterar é a celeridade da resolução dos processos de atribuição de bolsas. (A FNAEESP tem como solução a diminução burocrática através de uma redução de documentos a entregar.)
Ricardo A.

– A lentidão dos serviços administrativos
– A mentalidade das pessoas
– A associação de estudantes
Andreia e Soraia

Utilizar o dinheiro dos subornos dos políticos para criar uma lei para o ensino superior público ser gratuito. Na Europa, o ensino superior público é gratuito e existem muitos bolseiros.
Cindy H.

Avaliar melhor as candidaturas às bolsas para não existir bolsas injustas como é tão normal acontecer.
Domingos S.

Mais respeito pelos alunos. Aumento das verbas para as bolsas. Direito e igualdade para todos os alunos.
Telmo F.

– Ensino Superior sem propinas
– Bolsas mais justas
– Processos de atribuição de bolsas com mais rigor e justiça (transparência)
Rosa C.

– Baixar o preço das propinas
– Melhorar a fiscalização nos rendimentos de cada aluno
– Ajudar mais os alunos que se encontram longe de casa, tendo por isso mais despesas a nível de transporte.
– Serem mais rápidos na avaliação de bolsas, porque não podemos estar três meses sem dinheiro; os pais nem sempre podem suportar essas despesas.
– Acabar com tantas burocracias, pois levam bastante tempo, por vezes temos que faltar às aulas para ir às finanças e à segurança social.
Gabriela R.

– Deve haver uma propina única ou até a inexistência dela
– Igualdade de oportunidades para o Ensino Superior.
– As bolsas deviam ser iguais para todos.
– Menos burocracia para adquirir um direito nosso.
Elisabete R.

– Ensino Superior gratuito.
– Aumento das bolsas.
– Maior fiscalização do processo.
Nuno R.

– O ensino gratuito para todos os alunos nas instituições públicas.
– Mudem o critério de avaliação de atribuição de bolsas para que sejam mais abrangentes.
Filipa R.

– Tornar o Ensino Superior gratuito.
– Ter prazos de resposta das bolsas.
Susete P.

– Ensino Superior gratuito.
– Maior fiscalização na atribuição das bolsas.
Ricardo L.

Manifestações contra a existência de propinas.
Patrícia

Não ser obrigatório o pagamento das propinas.
Sara R.

Ensino Superior gratuito.
Menos burocracia.
Paula M.

– Igualdade dos direitos.
– Apoio ao estudante.
– Maior justiça nos casos das bolsas.
Catarina G.

– Igualdade.
– Menos burocracia.
– Maior justiça.
– Maior apoio a todos os estudantes.
– Combate aos diferentes actos ilícitos que se verificam na atribuição das bolsas.
Joana M.

– Anulação das propinas aos alunos mais carenciados.
– Realçar os nossos direitos em manifestações.
Mónica C.

– Mais apoios aos alunos necessitados.
– Uma maior eficácia dos funcionários das secretarias das universidades.
– Menor burocracia na atribuição das bolsas.
Luís A.

– Mudar os requisitos necessários para a obtenção de bolsa.
– Redução do valor das propinas.
– Menos burocracia nos requisitos de obtenção da bolsa.
Ana F.

Acho que as propinas deveriam ser mais baixas, e assim tornar o ensino acessível a um maior número de pessoas.
Ana Rita S.

– Disponibilizar mais informações sobre os requisitos mínimos para concorrer ás bolsas.
– Baixar o valor das propinas.
– Aumentar as bolsas.
Marta e Fátima

– Estabelecer prazos para a entrega das respostas para a bolsa.
– Propinas mais baixa.
– Esclarecimento por parte dos serviços sociais sobre a não atribuição da bolsa.
Nádia, Cátia e Tânia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: