Sócrates reafirma na UTAD que Ciência e Ensino Superior são prioridades para o Governo

2010-03-30
por Paula Alves Silva
Canal UP


A garantia foi dada esta manhã pelo primeiro-ministro. Durante as comemorações dos 24 anos da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), José Sócrates assegurou que o Governo vai continuar a investir na investigação científica e no Ensino Superior. Antes de dizer estas palavras, a comitiva do primeiro-ministro foi recebida com palavras de protesto dos estudantes.

Os estudantes haviam-se colocado “numa posição estratégica”, mas “por motivos de segurança pública”, de acordo com a polícia, tiveram de se afastar, a fim de deixar passar a comitiva do Governo que chegava à UTAD. Os alunos sentiram, deste modo, o protesto ser “boicotado” ao serem “tapados pelo autocarro policial”. A situação desta manhã é relatada por Irina Castro, do Movimento Universitário de Trás-os-Montes e Alto Douro (MUTAD), o grupo promotor da manifestação na instituição.

Visto “a forma mais pacífica” de se manifestarem ter sido ocultada, os alunos optaram por uma estratégia “mais radical”. “Deixámos o nosso local e sentámo-nos no chão a ler notícias acerca dos problemas do Ensino Superior, enquanto a comitiva passava”, conta Irina Castro. “É a nossa forma de comunicar com este Governo”, acrescenta.

O número de estudantes presentes não era muito elevado: 13 alunos. No entanto, a estudante frisa que no grupo de manifestantes encontravam-se alunos de Viseu, Lamego, Guarda e Bragança, que “conseguiram ser ouvidos durante algum tempo”.

No interior da instituição, após a cerimónia de lançamento da primeira pedra do bloco de laboratórios do Edifício de Ciências Veterinárias, José Sócrates anunciava que o Ensino Superior e a investigação científica estão entre as prioridades do Governo em termos de investimento.

“Garanto às universidades portuguesas e à comunidade científica portuguesa que esta aposta na ciência, na investigação e no desenvolvimento vai continuar como uma aposta central ao serviço do desenvolvimento do nosso país”, garantiu o primeiro-ministro, citado pela Rádio Renascença.

“Tudo indica que três por cento da riqueza da Europa deve ser investida em I&D. Ainda há um longo caminho a percorrer mas é aqui na área da Ciência que a Europa vai fazer uma das suas principais apostas, tal como no Ensino Superior. As prioridades portuguesas estão alinhadas com a prioridade Europeia”, afirmou ainda, segundo a edição online do Sol.

O Edifício de Ciências Veterinárias está orçado em 9.4 milhões de euros. Durante a manhã, Sócrates descerrou também a placa que deu à Biblioteca Central da UTAD o nome do já falecido reitor da universidade, Torres Pereira.

Durante a tarde estava previsto que os estudantes presentes na manifestação se reunissem numa Assembleia Geral de Alunos. Segundo informou Irina Castro, a reunião foi cancelada e adiada, devido ao baixo número de presenças. A estudante adianta, no entanto, que fruto da conversa informal que está a decorrer é perceptível a existência de uma “situação muito díspar” entre os alunos do interior e do litoral do país. “Sentimo-nos muito abandonados”, confessa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: