Portugueses são os que mais pagam pelas universidades no euro

08 Setembro 2010
in Jornal de Negócios
Rui  Peres Jorge, Marlene Carriço

Portugal é o país da Zona Euro em que as famílias mais desembolsam para financiar o Ensino Superior. O peso do financiamento privado neste grau de ensino atingiu, em 2007, os 30%.

No conjunto dos dezasseis países do euro, apenas a Itália superou Portugal, com 30,1%. Alargando o olhar para toda a Europa, apenas o Reino Unido tem valores superiores, surgindo claramente destacado, com as famílias a suportarem 64,2% dos custos.

Esta é uma alteração significativa face ao que se passava em 2000, quando as famílias eram responsáveis por 7,5% do financiamento, revelam dados da OCDE divulgados ontem. Segundo o relatório “Education at a Glance”, Portugal registou mesmo a maior subida neste indicador em toda a Zona Euro, uma evolução que é explicada pelo “aumento significativo das propinas cobradas”.

“Houve, de facto, uma alteração significativa de estratégia de financiamento, a qual tem permitido a Portugal melhorar a sua oferta de ensino universitário”, diz ao Negócios Andreas Schleicher, responsável na OCDE por acompanhar Portugal em temas de educação. O especialista frisa que a opção de pedir às famílias para pagarem mais pelo ensino “é uma escolha difícil” para os governos, mas que apoia no caso nacional: “quando não há outras hipóteses de conseguir financiamento…”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: